Construção

O setor de construção é caracterizado por diversas variáveis de risco que afetam a segurança, o tempo, a conclusão e a lucratividade. Alinhada globalmente, a equipe de especialistas do setor de construção da Marsh trabalha com você para criar soluções personalizadas de risco e seguro.

A construção é um setor essencial para a economia mundial, e sua atividade é constante. Sempre haverá necessidade de renovação da infraestrutura existente e de criação de uma nova infraestrutura. Mas como o ciclo de construção muitas vezes é impulsionado por fatores socioeconômicos, ele pode ser bastante volátil. As empresas de construção precisam ter uma forte consciência das questões de risco atuais e emergentes, e ser capazes de responder rapidamente a circunstâncias em constante mudança.

Fatores de digitalização, ambientais, sociais e de governança (ESG), tais como riscos climáticos, custos crescentes de construção e pontos de estrangulamento na cadeia de suprimentos, são alguns dos desafios atuais que moldam os perfis de risco das empresas de construção. Entender seu impacto permite a criação de uma estrutura de gerenciamento de riscos considerada, que equilibra as necessidades de retenção, gerenciamento e transferência de uma empresa.

A equipe globalmente integrada da Marsh, com mais de 1.200 especialistas do setor de construção, ajuda clientes a entregar projetos de construção em todas as regiões do mundo. Há mais de 30 anos, apoiamos as empresas, avaliando com precisão seus riscos, minimizando incertezas e adotando a segurança como um capacitador de negócios.

Trabalhamos junto a você para criarmos estratégias de risco de construção e seguro exclusivas para as pressões que você enfrenta. Podemos ajudar a projetar e implementar programas que se alinhem aos seus objetivos estratégicos, otimizar seu capital e proteger sua empresa agora e no futuro.

Our expertise

Conteúdo relacionado

Perguntas Frequentes

Os riscos do setor de construção geralmente se enquadram nas seguintes categorias:

  • Danos físicos: eventos climáticos extremos, incêndios, explosões, vandalismo e roubo.
  • Riscos de terceiros: lesões e danos à propriedade de terceiros, impacto ambiental.
  • Projeto: erros, atrasos, solicitações de mudanças repentinas dos stakeholders.
  • Fatores externos: regulamentos, leis fiscais, variáveis macroeconômicas, opinião pública negativa.
  • Conformidade: licenças expiradas, documentos arquivados incorretamente ou incompletos enviados às autoridades locais.
  • Gerenciamento de projetos e assuntos organizacionais: falta de experiência da força de trabalho, problemas da cadeia de suprimentos, riscos de segurança, conflitos de agendamento, atrasos, custos excessivos.
  • Obrigações contratuais: falha em atingir o nível de qualidade esperado, uso de materiais impróprios.

A identificação, alocação e gerenciamento de risco devem começar desde a concepção do projeto, com uma análise dos fatores concorrentes que determinam sua viabilidade comercial. Normalmente, a alocação de riscos ocorre entre os stakeholders do projeto com base em quem está mais bem posicionado para aguentar e gerenciar um risco específico. O tamanho em potencial, o impacto financeiro e a frequência das perdas têm um papel importante na priorização. Os riscos que não podem ser gerenciados são considerados nos termos finais de qualquer contrato.

A demonstração de uma identificação e gerenciamento de riscos de projeto robustos requer um alto grau de análise e planejamento com todos os interessados do projeto cientes e envolvidos no processo. Procedimentos claramente documentados, protocolos de segurança e registros de risco são normalmente usados para capturar e detalhar como o risco será gerenciado.

Trabalhar com os especialistas em gerenciamento de risco da Marsh pode ajudar você a encontrar os métodos de proteção de seguro e atenuação de risco corretos para o seu projeto.

Embora você já possa ter políticas abrangentes para suas diversas preocupações de propriedade e responsabilidade, geralmente elas não se aplicam no caso de projetos de construção pendentes, não importa o estágio de projeto e/ou construção. Seja qual for seu interesse financeiro em um projeto de construção, seja como um investidor individual ou em nome da sua empresa, você precisará de pelo menos algum nível de cobertura de seguro de construção (também conhecido como seguro de risco de construtor).

A proteção de seguro é necessária para riscos de prejuízos e danos físicos e, normalmente, será uma exigência do contrato de construção subjacente.

Além desses riscos, os stakeholders financeiros podem exigir proteção contra perdas financeiras caso eventos de perdas indenizáveis causem longos atrasos ao projeto. Essa cobertura destina-se à proteção contra a perda de receitas previstas de projetos que estão atrasados por terem passado a uma fase operacional, ou os custos de serviço da dívida assumida para a construção que, de outra forma, seriam pagos por receitas operacionais.

Uma série de outras coberturas de seguro também pode fornecer proteção contra riscos associados a trânsito, poluição, projeto e outras atividades identificadas.