Alimentos e Bebidas

Da fazenda à mesa, a Marsh colabora com empresas de alimentos e bebidas para identificar e atenuar os vários riscos que elas enfrentam.

As consumers become more health, social, and environmentally conscious, food and beverage companies around the world are evolving their business models to meet these needs.

Companies are increasing their adoption of technology and expanding supply chain structures to maintain market share, while facing challenges from severe weather events, increasing regulations, and cyberattacks. The COVID-19 pandemic accentuated and exacerbated many of these risks as some supply chains failed or were severely curtailed.

While these evolving trends carry significant risks, they also create new opportunities. Choosing cost-effective risk financing alternatives and implementing risk management practices that exceed industry standards is critical for many food and beverage businesses, especially while capital is tight as they emerge from the lowest points of the pandemic and seek to capitalize on new commercial possibilities.

Marsh helps food and beverage companies – from manufacturers and processors to distributors, wholesalers, and restaurants – anticipate the risks they face, understand their impacts, and implement comprehensive plans to mitigate them.

Our expertise

Conteúdo relacionado

Perguntas Frequentes

Alguns dos principais riscos enfrentados pelas empresas de alimentos e bebidas incluem:

  • Risco cibernético: o risco cibernético tem implicações que ultrapassam as preocupações de privacidade do cliente. Além do possível roubo de dados, as empresas devem estar cientes dos ataques de malware e ransomware que podem encerrar as operações.
  • Riscos patrimoniais decorrentes de eventos climáticos graves: o aumento da gravidade e da frequência de eventos climáticos pode danificar plantações, interromper operações em instalações de processamento ou, até mesmo, interromper a cadeia de suprimentos.
  • Contaminação de produtos: a contaminação de produtos pode levar a doenças transmitidas por alimentos e ter resultados catastróficos, inclusive óbito. Esses incidentes podem prejudicar a reputação de uma empresa e afetar seus resultados.
  • Segurança dos funcionários: os funcionários do setor de alimentos e bebidas correm risco de lesões no trabalho devido à operação de equipamentos grandes ou ao trabalho em ambientes com muita movimentação. Os custos médicos, de retorno ao trabalho e de sinistros tendem a ter o maior impacto sobre o custo total de risco de uma empresa.

As necessidades de seguro das empresas de alimentos e bebidas podem variar de acordo com a localização geográfica, o tipo de produto e outros fatores.

Em muitos países desenvolvidos, as empresas de qualquer tipo são obrigadas a manter seguro de remuneração de funcionários (às vezes chamado de “compensação”) ou seu equivalente, em caso de ferimentos acidentais ou morte de um funcionário. Devido aos riscos inerentes de trabalhar no setor de alimentos e bebidas, especialmente para o pessoal designado para linhas de produção com equipamentos pesados, é essencial que todo empregador forneça esse tipo de cobertura quando obrigado por lei.

Entre outros tipos de seguro, estão o seguro de responsabilidade geral, que pode ser incluído na apólice de um proprietário de empresa com seguro de propriedade, seguro de responsabilidade de automóvel comercial para transporte e seguro de responsabilidade por bebidas alcoólicas. Em caso de frete ou transporte internacional de produtos alimentares ou de produção em larga escala de bens de consumo embalados, pode igualmente ser garantida uma cobertura de seguro mais especializada.

O seguro cibernético é uma cobertura importante que as empresas de alimentos e bebidas devem considerar, pois estão cada vez mais utilizando a tecnologia em seus modelos de negócios e operações diárias. Um ciberataque pode afetar significativamente sua empresa, desde a interrupção dos negócios até outras perdas financeiras.