Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

Pesquisas & Informativos

Brexit, as Organizações Precisam Avaliar as Implicações em Riscos e Seguros

 


Apesar de levar anos para determinar a nova relação entre o Reino Unido e a União Europeia, após o resultado do referendo Brexit, as organizações precisam começar a avaliar como serão afetadas e iniciar discussões com suas seguradoras e consultores de riscos.

O resultado do referendo é um fato inédito. Pela complexidade das negociações envolvidas, o Gabinete Ministerial do Reino Unido indicou que pode levar mais de uma década para negociar um novo acordo e substituir os acordos de comércio existentes.

O que considerar agora

Nos possíveis cenários*, as empresas devem considerar em seus planos de contingência, mas não ficar limitadas somente a estes fatores, os seguintes pontos:

Volatilidade do Mercado: É possível que haja uma agitação no mercado em um futuro próximo. Por exemplo, depois da depreciação da libra, logo após a saída do Reino Unido da União Europeia, espera-se que haja a volatilidade nesta moeda nas próximas semanas. Esta volatilidade deve continuar até que algumas negociações sejam concluídas e pode levar ao rebaixamento da nota de algumas seguradoras e instituições financeiras.

Mudanças relevantes nos riscos: A decisão do Reino Unido pode causar uma mudança-chave nos aspectos da compra de seguros ou futuras transações, resultando em uma alteração significativa do perfil de risco do comprador. Agora, é a hora para os compradores levantarem e resolverem as possíveis consequências que essas mudanças podem ter em seus riscos com as suas seguradoras e consultores de riscos.

Questões relacionadas às pessoas: A liberdade de locomoção é um direito fundamental na União Europeia, possibilitando que os cidadãos do Reino Unido trabalhem nos países que compõe a União Europeia e os não cidadãos do Reino Unido, que fazem parte do grupo, no Reino Unido. Com o resultado do referendo, esta situação pode mudar.

Questões relacionadas ao Passaporte: O direito das seguradoras e corretoras de fazer negócio em diversos países com apenas a licença em um país poderá ser restrito no período de transição.

Mudanças no ambiente legal e regulatório: Depois do Reino Unido completar a sua saída da União Europeia, a Diretiva Freedom of Service (FOS) não se aplicará mais ao Reino Unido. O acesso ao mercado deverá ser renegociado durante o período de transição. O FOS é o direito de promover serviços além de suas fronteiras e todo território da União Europeia.

As organizações devem ficar de olho no desenvolvimento desta situação e ter um plano para endereçar os possíveis resultados. Para isso é preciso entrar em contato com suas seguradoras e consultores de risco para alterar seu perfil para contemplar sua necessidade de seguro.

*Antes do referendo, o governo do Reino Unido divulgou um documento com possíveis cenários ligados ao futuro relacionamento entre o Reino Unido e a União Europeia.

Clique aqui e veja infográfico completo

Alternatives to membership: possible models for the United Kingdom outside the European Union, HM Government, March, 2016.