Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

PESQUISAS E INFORMATIVOS

NotPetya não foi uma “Guerra” Cibernética

 


Este ano marcou o primeiro aniversário do ataque cibernético mais custoso da história. O NotPetya provocou uma série de danos para grandes empresas, que resultou em perdas de bilhões de dólares em vendas, danificando sistemas de computadores e demandando gastos para restaurar as operações globais.

Apesar da alta repercussão do ataque, muitos detalhes ainda não estão claros. Além disto, a questão se o NotPetya representou ou não um “ato de guerra” continua em debate – especificamente se a exclusão de guerra onipresente encontrada em apólices de seguro cibernético poderia ter impedido a cobertura.

A visão da Marsh é não: o NotPetya não é considerado um “ato de guerra” e não aciona a exclusão de guerra.

Em um novo artigo, Mathew McCabe, Assistant General Counsel for Cyber Policy na Marsh, examina a questão, aplicando precedentes legais para determinar que o NotPetya não está dentro do nível de atividades hostis e de guerra.