Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

Pesquisas & Informativos

Riscos Ambientais em Projetos de Infraestrutura

 


Os riscos ambientais existentes em projetos de infraestrutura têm aumentando em escala e escopo, fazendo com que os investidores tenham que gerenciar custos não previstos com a prevenção, mitigação e remediação de danos ambientais.

O mais recente estudo da Prática de Infraestrutura Global da Marsh, Riscos Ambientais em Projetos de Infraestrutura, explora os riscos e responsabilidades ambientais associados a estes projetos e também aponta as principais considerações em seguro sobre a gestão de custos e atrasos.

Além disto, o relatório aborda:

• As principais responsabilidades ambientais ligadas aos projetos de infraestrutura global, que incluem: contaminação do solo, riscos de construção e ambientais operacionais, como o tratamento de águas residuais, e as responsabilidades contratuais decorrentes de fusões, aquisições e alienações.

• Como deixar de gerenciar o risco de poluição pode resultar em lesões a terceiros ou provocar danos a propriedades vizinhas, causando uma possível elevação nos custos do projeto e gerar atrasos.

• Como o custo das perdas ambientais tem aumentado a nível global, após a implementação de regulamentações referentes a danos ambientais em alguns países.

• Como o seguro de Responsabilidade por Danos Ambientais pode cobrir uma ampla gama de riscos ambientais associados à construção e à operação de grandes projetos de infraestrutura.

Edwin Charnaud, Presidente da Prática de Infraestrutura Global da Marsh, afirma: "A ocorrência de custos não previstos para a prevenção, redução e remediação de danos ambientais aumentou potencialmente em virtude da implantação de normas ambientais mais rigorosas em todo o mundo. É vital que os gerentes de projetos e os prestadores de serviços trabalhem em conjunto para gerenciar os riscos envolvidos em grandes projetos de infraestrutura, a fim de proteger seus balanços financeiros, suas reputações e, por fim, nosso habitat natural”.