Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

BLOG: RISK IN CONTEXT

Cobertura para Varejo

Por 28 Novembro 2017

No ano passado, o apetite das seguradoras para o varejo diminuiu devido a diversos fatores econômicos do país, como a queda do consumo e reduções de exposição, fazendo com que os seguradores iniciassem o ano de 2017 com o pé no freio para este segmento.

Este cenário começou a apresentar mudanças em meados de junho de 2017, uma vez que as seguradoras tiveram uma redução de 85% na sinistralidade, quando comparado ao mesmo período do ano anterior.

Ano    Loss Ratio
2015    110%
2016    189,63%
2017    19,52%

Isto faz com que as seguradoras, aos poucos, tenham condições de se redesenhar para voltar a dar apoio para mitigar exposições, acompanhando também a evolução de cada segmento da economia versus comportamento do consumidor, capacidade de crédito das redes de varejo, sinistralidade do setor, etc.

Neste contexto, um recurso importante para manter a continuidade dos negócios e a segurança ao empreendimento é a combinação do Seguro de Crédito, que oferece a proteção de recebíveis para as empresas que vendem a prazo, com o serviço de análise e monitoramento dos compradores da carteira do segurado.

A apólice deste tipo de seguro, assim como a resposta da seguradora, deve ser analisada em conjunto com um “advisor” para que a empresa entenda a complexidade da situação. Por exemplo, se no momento a seguradora não está aberta para coberturas robustas, pode ser que o setor não se encontra em boas condições creditícias e ter este tipo de informação é essencial para a estratégia de gestão de riscos da companhia.

Além disto, é importante ressaltar que o seguro é um aliado valioso em todos os momentos. Não somente no momento de crise. O Seguro é um produto com o foco em proteção, ou seja, você não contrata um seguro de Propriedade depois que sua empresa pega fogo, mas sim para evitar os danos que esse evento pode causar caso aconteça, tendo a cobertura de seus ativos.

Com os recebíveis não seria diferente. A proteção voltada ao contas a receber é tão valiosa quanto a proteção da planta da sua empresa. O monitoramento e análise das seguradoras garantem a prevenção e alerta de possíveis perdas, e no caso de eventual perda, ter a cobertura de 90% de sua fatura comercial.

Atualmente, conforme exporto anteriormente, o mercado de seguro de crédito está recobrando o fôlego, adquirindo cada vez mais condições de avaliar e estudar possibilidades de coberturas para fazer frente a leve retomada vista na economia e no consumo – e as empresas devem estar preparadas para este movimento, que ajuda a proteger suas operações e aumentar seus ganhos.

Temas relacionados:  Seguro de Crédito