Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

BLOG: RISK IN CONTEXT

Desintermediação da Cadeia de Suprimentos em um Mundo Disruptivo

Por David Tate 26 Junho 2018

O mercado de varejo e manufatura de alimentos do Reino Unido, com o passar dos anos, tornou-se um dos ambientes mais competitivos. Mudanças contínuas nas preferências dos clientes e sofisticação tecnológica sem precedentes estão forçando as empresas a inovarem para permanecerem relevantes. Os disruptores estão reformulando o comportamento do consumidor e do mercado.

A dispendiosa last-mile delivery continua desafiando os varejistas a responder às demandas dos consumidores por velocidade. Além disso, os novos entrantes, que se deslocam para o varejo de alimentos frescos e bebidas, e os varejistas on-line estão desenhando novos padrões relacionados à oferta e à demanda de mercadorias. Esses desenvolvimentos criam desafios ainda mais amplos para varejistas e fornecedores. Os pêssegos machucam-se e a carne apodrece, dificultando o fornecimento de itens perecíveis como mantimentos. Os consumidores exigem que o estoque esteja mais próximo e os fornecedores devem responder às demandas dos varejistas por novos produtos, velocidade de entrega e volumes de consignação flexíveis.
As cadeias de suprimento estão ficando cada vez mais complexas – e vulneráveis. Enquanto os rápidos avanços em automação, tecnologia e nos sistemas de nuvens oferecem diversas eficiências competitivas para as organizações, essas vantagens também trazem inúmeros riscos crescentes.

Fazendo a gestão da mudança disruptiva

Neste ambiente volátil de negócio, um entendimento profundo da cadeia de suprimentos e resiliência organizacional para responder às ameaças é fundamental para o sucesso das corporações. Compreender as fortalezas e vulnerabilidades de seus principais fornecedores e compradores pode dar a sua organização uma vantagem competitiva.

Faça a você mesmo junto a sua equipe os seguintes questionamentos:


•    Quais são os pontos críticos em sua cadeia de suprimentos?
•    Qual é o impacto financeiro da perda de um fornecedor chave e quanto tempo esta disrupção duraria?
•    Que medidas de contingência estão disponíveis para garantir a continuidade do fornecimento?
•    Quem é o fornecedor de seus fornecedores e quais são seus respectivos perfis de risco?
•    O quão visível é o processo de gestão de riscos e continuidade de seus fornecedores?
Uma abordagem voltada aos dados, na qual riscos e sua mitigação são medidos, pode ajudar organizações a garantir os insights corretos de riscos e seu tratamento para proteger a maneira com que o negócio opera.

Temas Relacionados:  Retail, Wholesale, Food & Beverage