Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

BLOG: RISK IN CONTEXT

Os Benefícios do Big Data e Analytics

Por Alejandro Santos 27 Julho 2017

Muito se fala nos tempos de hoje sobre Big Data e Analytics, termos que podem ser classificados como “Buzzwords” ou palavras da moda. No entanto, para a indústria de seguros, elas têm um significado muito importante e fazem parte de estratégias focadas em ajudar nossos clientes, e por consequência nosso negócio.

Para a gestão dos riscos, e em específico na indústria de seguros, o fundamento básico reside na identificação de quantificação dos mesmos através de estatística, e na tradução destes números em estruturas aceitáveis pelos indivíduos.

Deste modo, o Big Data e Analytics podem ser considerados pilares fundamentais na forma como identificamos e quantificamos os riscos. Através de análises do histórico de informações é possível obter estimativas da sinistralidade esperada, assim como, por exemplo, a possível volatilidade que gerariam eventos catastróficos.

Para nossos clientes, isto significa que podemos utilizar dados relacionados aos riscos a serem avaliados de muitas empresas similares em tamanho, indústria e posição geográfica, informação de sinistralidade e distribuição dos valores seguráveis para poder determinar tendências e comportamentos que de alguma forma nossos clientes tiveram ou não tenham registro.

Desta maneira, utilizando seu próprio histórico de dados de sinistralidade e combinando isto com análises de informações presentes em nossa base, é possível determinar a curva de comportamento de riscos. Isto nos permite aplicar conceitos de gestão, intermediação, eliminação, retenção, mitigação e transferência dos riscos, de acordo com suas características próprias como sua capacidade financeira e sua atitude perante os riscos.

Por sua vez, o uso do Analytics nos ajuda a quantificar o grau de incerteza de um evento e qual o impacto que teria no fluxo financeiro de nossos clientes. Com esta informação, e através de nossos colegas de Placement, podemos desenhar as melhores estratégias para chegar a uma estrutura de seguros que nos permita ser eficientes, financeiramente falando.

Anteriormente o desenho e colocação de um programa de seguros eram realizados utilizando análises de informação similares a que propomos. No entanto, isto era feito com informações limitadas a experiência de cada cliente, se houvesse registros, e com base na intuição de cada corretor. Com o Big Data e o Analytics, as decisões tomadas pelo corretor tem um suporte robusto de análises estatísticas, que ajudam na melhor tomada de decisões.

Quando combinamos uma boa gestão de riscos, a identificação completa e os planos de eliminação e mitigação de riscos com a informação obtida através do Big Data e Analytics, podemos criar uma estratégia integral para nossos clientes, deixando de ser somente intermediários de seguros para nos convertermos em verdadeiros consultores estratégicos de riscos.

Temas relacionados:  Analytics