Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

BLOG: RISK IN CONTEXT

Quais Planos de Benefícios as Empresas Podem Oferecer para Atrair os Millennials?

Por Carlos Andrés Rubio Maya 20 Junho 2017

É comum identificar nas empresas desafios constantes sobre a forma de reter e atrair talentos da geração Millennials. Muitos especialistas já não se referem a esta geração como a das pessoas nascidas somente entre os anos 2000 e 2015, mas sim como aquela composta por pessoas que interagem e socializam através de meios virtuais e fortalecem seu conhecimento através dos mesmos; têm uma grande sensibilidade social e ambiental; focam na ascensão profissional e pessoal em um curto espaço de tempo; têm um alto nível de abertura social e, sobretudo, são altamente fiéis a diversidade que o mundo atual enfrenta.

Apesar de ser indispensável para todas as gerações ter salários e compensações justos, competitivos e equitativos, estudos da Mercer mostram que entre 2015 e 2016, 70% dos Millennials indicaram que poderiam diminuir o valor de alguns de seus benefícios atuais e que gostariam de ter a oportunidade de trocá-los por outros benefícios que se ajustam às suas necessidades (diferente da realidade de “baby boomers” – nascidos entre 1950 e 1965 – onde este percentual atinge 40%).

Outros resultados muito interessantes e que convidam as organizações a “repensar” em sua proposta de valor aos colaboradores são:

•    Aproximadamente 70% dos Millennials desejam ter em suas empresas flexibilidade de tempo, não somente em seus horários, mas também em espaços físicos.
•    80% dos Millennials considera indispensável a integração e o equilíbrio entre a vida e o trabalho, e preferem uma cultura colaborativa constante dentro de suas empresas.
•    A maioria das pessoas desta geração é capaz de tomar decisões adequadas se detêm o conhecimento sobre o tema e algumas orientações. Na verdade, 70% desta geração quer ser seu “próprio chefe”.
•    De acordo com a realidade local de cada país, os planos de saúde resultam em uma preocupação menos pessoal e mais orientada para mitigar o impacto social e familiar (novas configurações dos grupos familiares).
•    Valorizam um plano de benefícios que considera o seu crescimento profissional e de carreira dentro da organização (não necessariamente um crescimento “vertical”).
•    Contam com ferramentas de trabalho que permitem interação virtual é um aspecto de grande relevância para os Millennials, não somente pelo seu contato com clientes internos e externos, como também pela constante aprendizagem que isto proporciona.

O que as empresas devem fazer perante este desafio?

1.    Conhecer sua população. O conceito de conhecer as necessidades dos colaboradores é muito discutido, entretanto, é importante se aprofundar nas diferentes realidades sociais, dentro dos elementos abaixo:
•    Estado de saúde atual e futuro, tanto a nível individual e quanto dos respectivos grupos familiares.
•    A composição do patrimônio atual e as iniciativas de economia.
•    Objetivos profissional e pessoal em curto, médio e longo prazo.
•    Hábitos de consumo em seu entorno pessoal.

2.    Alinhar o plano de benefícios à realidade da empresa. Decidir seus objetivos, estratégias e iniciativas, partindo da legitimação dos líderes da empresa.
3.    Comparar-se de forma sistemática. A melhor estratégia para avaliar a competitividade externa de um plano de benefícios é avaliando os planos, produtos e tendências, não somente locais e de setor, mas também regionalmente e globalmente.
4.    Fazer um levantamento que permita avaliar o atual investimento financeiro, assim como a utilização vigente do plano de benefícios e como apoiar as iniciativas voltadas ao aprimoramento, troca, eliminação e desenho de novos benefícios. Este inventário deve ser abrangente e precisar incluir os benefícios de A a Z, tais como: planos relacionados aos seguros (saúde, vida e acidentes, auto, entre outros), benefícios e bônus monetários e de poupança, planos de educação, formação e crescimento profissional e pessoa, benefícios relacionados com o equilíbrio entre vida-trabalho e flexibilidade de tempo, produtos e programas que maximizam a adesão do colaborador em programas amplos de saúde e bem-estar.

Desenvolver um plano de benefícios atrativo aos Millennials é um item essencial de uma estratégia consolidada de Proposta de Valor ao Colaborador, entendendo as demandas da força de trabalho atual e futura, identificando de forma equitativa e ampla as necessidades de seus colaboradores, entendendo a diversidade de geração, aportando consistência e alinhamento entre a estratégia de sua empresa e seu plano de benefícios e compreendendo a flexibilidade como parte fundamental para que os colaboradores elejam o que seja importante e compartilhem o custo de parte do plano de benefícios.

Temas relacionados:  Employee Health & Benefits