Sentimos muito mas seu browser não é suportado pela Marsh.com

Para uma melhor experiência, por favor faça o upgrade para um dos seguintes browsers:

X

BLOG: RISK IN CONTEXT

Riscos emergentes perante a inovação tecnológica

Por Merlyn Jiménez 07 Novembro 2017

Para manter-se no jogo é necessário acompanhar a velocidade da inovação tecnológica e assimilar seus novos riscos. Caso contrário, esses players desaparecerão devido à criatividade e metamorfose inerente de sua própria indústria. Por isto, é importante entender como abordamos os desafios da inovação tecnológica e os riscos emergentes que surgem. O mundo inteiro vive esta disrupção tecnológica em todos os âmbitos: desde a indústria do transporte, modificada totalmente com a entrada do Uber, até os meios de comunicação, que devem ser criativos para não perder clientes com a entrada de serviços como o Netflix.

Estamos na 4ª Revolução Industrial, o que implica que devemos evoluir para estar na vanguarda e desenvolver soluções que possam fazer frente às tecnologias emergentes. Desta maneira, é importante familiarizar-se e assimilar terminações tais como blockchain ou cadeia de bloqueios, inteligência artificial e robótica, realidade virtual e aumentada e a Internet das Coisas. Se já não é o caso, esses conceitos muito provavelmente serão uma parte integral da gestão estratégica de seu negócio.

Aproveitemos este espaço para analisar três indústrias:

1.      Energia: Graças às novas tecnologias e a diversificação das fontes de energia, o setor energético tem avançado a passos largos. São vários os estudos que indicam que as energias renováveis utilizadas em residências têm impactado significativamente o ingresso de grandes companhias responsáveis pelo abastecimento elétrico em diferentes países como Alemanha, Austrália e Estados Unidos. Na cidade de São Francisco, por exemplo, os habitantes desafiaram seu status quo ao deixarem de ser somente consumidores para se converterem em geradores de sua própria energia.

O grande desafio consiste em satisfazer a demanda energética de forma responsável e sustentável para o meio ambiente, equilibrando a concentração de gases do efeito estufa e particularmente os níveis de dióxido de carbono para que não sejam uma ameaça para o planeta. A mudança do modelo energético atual só pode ser obtida mediante ao desenvolvimento tecnológico e a incorporação do impacto do risco.

2.      Construção: Tecnologias com sensores que transmitem dados sobre pilotos, coordenadas e outros elementos para monitorar a saúde destas estruturas inteligentes podem impactar significativamente o valor a ser reivindicado, de acordo com a data em que o dano é descoberto. Da mesma forma, é expressivo o impacto das novas tecnologias no desenvolvimento de gastos como, por exemplo, os sensores para manter e controlar elevadores, que reduzem os custos em 30%.

A inovação em materiais, Smart Cities ou Smart Homes, as tecnologias de realidade virtual e equipamentos inteligentes são só alguns exemplos de como o modelo econômico da construção está evoluindo.

3.      Varejo: O varejo faz parte de um dos setores mais importantes da economia, uma vez que é um dos maiores geradores de empregos: aproximadamente 3-10% do mercado mundial. Segundo a Bloomberg, a dívida das empresas de varejo duplicou na última década. Aqui estão algumas mudanças notáveis no modelo de negócio do varejo:

a.      E-Commerce na América Latina: Atualmente, o e-Commerce representa somente 2% das vendas minoritárias do varejo na região, mas está crescendo cerca de 20% por ano.

b.      Gestão de Inventário: A Gestão do armazenamento e sistemas de pontos de vendas para ter maiores quantidades de estoques, melhorando a eficiência.

c.       Modelo Offfine para Online – Tempo de entrega: A compra online com entregas em questão de horas ou dias alterou o tabuleiro do varejo.

d.      Conhecimento Profundo do Cliente: Análise de dados, preferências/interesses, perfil demográfico e econômico, entre outros. Todas essas tecnologias têm por objetivo melhorar e prever o comportamento de compra online para que os clientes concluam a compra, além de gerar fidelização à marca.

e.      Melhorar a Experiência de Compra: Tecnologias de empacotamento para aprimorar a condição, frescor, tempo de expiração, uso do espaço e a experiência com os pacotes de mercadorias. Financiamento que aprovam créditos imediatos baseados nos históricos de consumo e bancários.

Com a mudança dos modelos das indústrias, como mudam os riscos?

É muito importante que as empresas tomem consciência disto, iniciando desde os executivos C-level, que muitas vezes são aqueles que estão tão absortos nos resultados financeiros de seu negócio, que não conseguem visualizar uma mudança que pode obsoletar seu produto ou serviço.

Conselhos e Recomendações:

·         Eduque-se: Investigue sobre as tecnologias disruptivas, preste atenção aos riscos emergentes, especialmente ao redor das tecnologias que sua empresa planeja implementar no futuro.

·         Rede de contatos: Construa uma rede multifuncional de comunicação e desenvolvimento dentro de sua empresa e, sobre tudo, converse com especialistas.

·         Invista: Invista em capacitação de seu capital humano e avalie novas tecnologias que não impactam somente seu produto e serviço, como também em sua estratégia.

Para finalizar, deixo uma frase de Charles Darwin, que, mesmo cliché, está de acordo com a atual realidade: “As espécies que sobrevivem não são aquelas mais fortes, nem mais rápidas, nem mais inteligentes, e sim aquelas que se adaptam melhor às mudanças”.

Temas relacionados:  Marsh Risk Consulting , Cyber Risk