Artigo

Avaliando as tendências de relatórios de risco ESG e pandêmico

Uma análise das tendências de relatórios de risco ESG e pandêmico.

Drone photo of Iceberg and ice from glacier in arctic nature landscape on Greenland. Aerial photo drone photo of icebergs in Ilulissat icefjord. Affected by climate change and global warming.

Muitos paralelos foram traçados entre a falta de preparação global para a pandemia da COVID-19 e os riscos ambientais, sociais e de governança (ESG) confrontados pelo mundo. Com o surgimento da COVID-19 no início de 2020, algumas pessoas especularam que se tratava de um “ensaio” para o tipo de calamidade que o mundo enfrentaria como resultado da mudança climática. Ficou comprovado ser mais do que simplesmente um ensaio de alguma coisa, e as empresas e governos estão aplicando ativamente as lições aprendidas até agora enquanto ainda administram o risco continuado.

Durante os últimos dois anos, a pandemia trouxe um foco aguçado sobre os riscos sociais, como aqueles relacionados ao bem-estar do colaborador, à saúde e segurança, às leis trabalhistas e aos direitos humanos. Ao mesmo tempo, os riscos de governança – associados à conformidade, divulgação, reputação e padrões éticos – conquistaram maior atenção e agora também estão em primeiro plano. As perguntas estão sendo feitas cada vez mais: O risco ESG é o novo risco pandêmico? O mundo estará igualmente despreparado?

Em Avaliando as tendências de relatórios de risco ESG e pandêmico, a Marsh apresenta pesquisa e análise com respeito às tendências de risco baseadas nos relatórios anuais de uma seleção de empresas listadas nas bolsas de valores globais, cobrindo o período do relatório de julho de 2020 até julho de 2021. O relatório sumariza mais de 1.100 riscos combinados extraídos dos relatórios anuais das empresas do FTSE 100 [Índice do Financial Times sobre 100 empresas da bolsa de valores] e fornece análise intersetorial sobre a maturidade da seção de risco e o alinhamento da governança corporativa.

O período do relatório analisado é único, com o impacto continuado da COVID-19 na sociedade e nas empresas globalmente combinado com a crescente proeminência dos riscos ESG, principalmente aqueles climáticos e de sustentabilidade.

E também comparamos 60 empresas listadas na Bolsa de Valores de Hong Kong (HKSE), na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) e na Euronext, e seus 200 riscos coletivos, fornecendo insight ao relatório de riscos ESG significativos para todas as empresas.

Relatório

Avaliando as tendências de relatórios de risco ESG e pandêmico

Artigos Relacionados

Quer saber mais sobre os riscos ESG?

Deixe seus dados e enviaremos conteúdos de grande valor para a sua organização.