Tecnologia

O sucesso das empresas de tecnologia depende da respetiva capacidade de capitalizar as oportunidades apresentadas pela inovação, dominando simultaneamente os riscos empresariais relacionados. Os especialistas da Marsh podem ajudá-lo a identificar e gerir os seus próprios riscos com ferramentas de avaliação de riscos, dados, análises e tecnologias líderes do setor.

A gestão de riscos é uma ferramenta fundamental na indústria da tecnologia, uma vez que na mesma os riscos são elevados. Durante a pandemia da COVID-19, tornou-se claro o quanto o nosso mundo depende da tecnologia. Quando muitas pessoas não podiam deixar as suas próprias casas, a tecnologia permitiu que o mundo continuasse, em certa medida, a funcionar graças às capacidades do comércio digital e do teletrabalho. bem como às plataformas de relacionamento social.

O sucesso na indústria tecnológica depende da capacidade de aproveitar as oportunidades oferecidas pela inovação, num mercado em constante mudança, sem esquecer a gestão dos riscos associados. As violações de dados, falhas de equipamento e de software e outros riscos informáticos continuam a estar presentes, apesar dos esforços conjuntos para reduzir os impactos destas e de outras perturbações empresariais.

O ramo global de tecnologia da Marsh pode ajudar a sua empresa a avaliar os seus riscos, priorizar os aspetos fundamentais para si e trabalhar em conjunto para ajudar a gerir e mitigar as exposições ao risco.

Perguntas frequentes globais

As empresas de tecnologia enfrentam vários riscos, desde ameaças de cibersegurança e violações de dados à concorrência do sector, interrupção dos negócios digitais, resiliência das TI e até a obsolescência, à medida que a implementação da inteligência artificial se torna mais comum. Estes dois primeiros riscos, a cibersegurança e a concorrência, são talvez, neste momento, os mais preocupantes para as empresas tecnológicas. A concorrência para a quota de mercado está a impulsionar um rápido ritmo de inovação, e as novas tecnologias entram frequentemente no mercado antes de serem identificadas e abordadas todas as potenciais vias de violação (como as práticas de hacking). Infelizmente, isto permite que indivíduos sem escrúpulos explorem produtos e serviços bem-intencionados para o seu próprio benefício. As violações de dados podem ter consequências graves tanto para as empresas como para os consumidores, o que cria uma necessidade de planeamento estratégico da gestão de riscos.

Para além do seguro habitual para os empregadores, incluindo a apólice de perdas e de responsabilidade do proprietário de uma empresa e a remuneração dos trabalhadores, quando aplicável, existem várias coberturas únicas que as empresas de software poderão ter em consideração.

Em primeiro lugar, o seguro de responsabilidade informática, que pode ajudar a pagar os esforços de recuperação após uma violação de dados e as taxas legais associadas. Em seguida, existe o seguro de erros e omissões (E&O), que pode ser útil em situações que envolvam reclamações relativas ao desempenho do produto da sua empresa.

Finalmente, outra consideração possível é o seguro de fidelidade, o qual se encontra adaptado às indústrias que dependem fortemente da propriedade intelectual. O seguro de fidelidade oferece proteção para a sua empresa, bem como para os clientes, no caso de um funcionário divulgar informações confidenciais.

À semelhança das empresas de software, as empresas de hardware necessitam, no mínimo, do mesmo tipo de seguro que a maior parte dos outros tipos de empresas. Tal inclui uma apólice geral para perdas e responsabilidade dos proprietários de empresas, bem como para remuneração dos trabalhadores, quando aplicável, e possivelmente o seguro automóvel comercial, se forem efetuadas entregas ou serviços de produtos como parte das operações comerciais normais. Para além disso, pode ser útil que as empresas de hardware disponham de cobertura para interrupção do negócio devido a interrupções da cadeia de fornecimento e proteção contra ações judiciais relacionadas com falhas dos produtos. Estes planos de cobertura têm vários nomes, dependendo da seguradora e da região, mas têm essencialmente a mesma função.

O seguro de erros e omissões (E&O) é um tipo de seguro de responsabilidade profissional que protege as empresas de danos resultantes de reclamações ou processos judiciais alegando que a parte segurada cometeu um erro relacionado com a prestação do serviço comercial ou com produtos. As situações que podem ser abrangidas por um plano de E&O incluem aquelas que envolvem reclamações por negligência, erros de serviço ou representação incorreta.

O seguro de erros e omissões tecnológicos (E&O tecnológicos) fornece uma cobertura adicional para além de uma apólice de E&O normal no que diz respeito às perdas financeiras em que os clientes de uma empresa podem incorrer como resultado de um erro ou falha no produto ou serviço de tecnologia fornecido pela empresa. Por exemplo, se o software de uma empresa falhar devido a um erro de programação e se tal fizer com que o cliente do software não consiga prosseguir a sua atividade comercial, a apólice de E&O tecnológicos da empresa pode cobrir as perdas incorridas pelo cliente.

As empresas de tecnologia, nomeadamente aquelas com uma OPI, devem considerar sua exposição a riscos relacionados com patentes, marcas comerciais, direitos de autor e segredos comerciais.

Dependendo dos termos e condições específicos, o seguro de propriedade intelectual pode fornecer proteção contra:

  • Custos de defesa e danos resultantes de infrações de PI ou reclamações de apropriação indevida levantadas por terceiros.
  • Custos de defesa e danos resultantes de obrigações contratuais para indemnizar fornecedores, parceiros, fabricantes a montante ou clientes a jusante em caso de reclamações por infração de terceiros.
  • Os custos de defesa contra tentativas de terceiros de cancelar ou invalidar registos de PI, patentes, marcas comerciais ou direitos de autor registados.