Garantia

O mercado competitivo da atualidade obriga à certeza da concretização das promessas contratuais, ao foco constante na redução de custos e mais capital de exploração. Os nossos especialistas oferecem às organizações serviços inovadores de consultadoria de garantias, com o intuito de apoiar a sua resiliência empresarial e os seus objetivos de crescimento.

Para permanecer em atividade, as empresas precisam de garantias de contratos e outras obrigações financeiras. As garantias, incluindo as soluções encabeçadas por entidades bancárias, oferecem a vantagem da desvinculação de capital ou preservação da capacidade bancária, e podem ainda resultar na poupança de custos materiais quando comparadas com cartas de crédito bancárias. 

A equipa global e dedicada de especialistas em garantias da Marsh pode ajudar as empresas a implementar estratégias e soluções a fim de libertar capacidade de crédito e mitigar riscos financeiros.

Aliamos os nossos conhecimentos nesta área à nossa experiência, desenvolvendo soluções de garantia únicas em diferentes setores e regiões geográficas. Também apoiamos o crescimento rentável da sua empresa, indo além do seu balanço para explorar soluções personalizadas baseadas nos seus ativos subjacentes.

Perguntas frequentes globais

Os seguros de garantia são garantias emitidas por uma companhia de seguros em nome de uma empresa e a favor de um beneficiário. São utilizadas para garantir a conclusão de um projeto ou o fornecimento de um bem ou serviço.

Os beneficiários mais comuns dos seguros de garantia são as entidades governamentais, por exemplo, em relação a um projeto rodoviário financiado por um governo que o faz através dos fundos dos seus contribuintes. Nessas entidades podem também estar incluídas autoridades fiscais, autoridades aduaneiras, tribunais e agências de proteção ambiental.

No setor privado, o beneficiário é a parte empregadora, proprietária do projeto ou compradora dos projetos de construção ou dos produtos manufaturados.

Os seguros de garantia também podem ser utilizados como uma garantia de pagamento (permissível) e são de natureza regulamentar ou comercial/contratual.

Os de natureza regulamentar incluem: 

  • Obrigações exigidas pelo governo em relação a um projeto de construção, ou seja, estradas, aeroportos, portos ou ferrovias.
  • Obrigações exigidas aos importadores a favor de uma autoridade aduaneira para garantir o pagamento de impostos e taxas.
  • Obrigações exigidas para o cuidado adequado das terras públicas durante a extração ou exploração de recursos naturais.
  • Obrigações de pagamento ligadas a litígios legais com um governo relativos a uma avaliação fiscal.
  • Obrigações litigiosas que abranjam o recurso de multas, sanções ou danos resultantes de litígios legais em matéria de concorrência desleal no mercado.

As obrigações não regulamentares são emitidas como garantia contratual ou de pagamento para suportar obrigações contratuais ou de pagamento. A garantia funciona como uma garantia de terceiros.

As garantias são o equivalente do setor de seguros a uma garantia bancária (ou seja, a uma carta de crédito). No entanto, as garantias podem ajudar bancos, empresas e o mercado em geral a gerar liquidez adicional. Desempenha um papel importante na economia de capital e na preservação de recursos de liquidez valiosos, especialmente durante períodos económicos voláteis.

As garantias permitem que uma empresa participe em contratos que requerem contingente de terceiros. Também podem ajudar a melhorar a posição de liquidez de uma empresa, uma vez que as garantias ficam fora do balanço e, por conseguinte, não utilizam recursos de empréstimo. As garantias podem ainda melhorar posições de liquidez, uma vez que as obrigações podem ser lançadas em vez de pagamentos em capital.

Muitos setores fazem uso de garantias, incluindo, por exemplo:

  • Construção
  • Energia e eletricidade
  • Alimentos e bebidas 
  • Retalho
  • Produção
  • Comunicações, meios de comunicação e tecnologia
  • Instituições financeiras
  • Exploração mineira

Our people

Image placeholder

Carlos Figueiredo

Financial Risks & Specialties Director

  • Portugal