Artigo

Benefícios a empregados ganham espaço na agenda corporativa em decorrência da Covid-19

Os benefícios dos funcionários são uma parte crítica de qualquer estratégia de RH, permitindo que as empresas atraiam e retenham os melhores talentos enquanto apoiam a equipe quando mais importa.

businessmen handshake - business meeting and partnership concept copy space

Por que a alta liderança está prestando mais atenção aos benefícios dos funcionários e à tecnologia de benefícios em um mundo pós-pandemia.

Os benefícios dos funcionários são uma parte crítica de qualquer estratégia de RH, permitindo que as empresas atraiam e retenham os melhores talentos enquanto apoiam a equipe quando mais importa. Como resultado da pandemia de Covid-19, as empresas foram forçadas a reavaliar suas ofertas de benefícios aos funcionários para garantir que fossem adequadas ao objetivo. Muitos líderes empresariais reconheceram a importância dos benefícios e da tecnologia para melhorar o bem-estar, o engajamento e a lealdade dos funcionários.

Nossa pesquisa mais recente, The Age of Adaptability: A Digital First Approach to Benefits in a Post-Pandemia World (A Era da Adaptabilidade: Uma primeira abordagem digital para os benefícios em um mundo pós-pandemia), mostra que 26% das organizações aumentaram significativamente seus gastos com benefícios aos funcionários como resultado da Covid-19. No total, quase três quartos (72%) dos empregadores fizeram um aumento desde o início da pandemia.

Este pode não ser o resultado que se esperava. Afinal, muitos funcionários foram inicialmente demitidos ou dispensados. Mas em um mundo de competição acirrada por talentos e milhões de pessoas em busca de novas oportunidades, os empregadores estão reconhecendo o valor dos benefícios para apoiar os funcionários durante esses tempos difíceis.

Estudo

Obtenha um panorama detalhado das últimas tendências em recursos humanos, benefícios e tecnologia.

Uma alta porcentagem do salário base

As despesas com benefícios aos funcionários continuam a representar uma parcela significativa das despesas gerais dos funcionários. Como porcentagem do salário base, um terço dos empregadores (33%) gasta até 20% do salário base em benefícios. Quase um terço (29%) gastam entre 21% e 25%, com um em cada 10 gastando mais de 25%.

Com uma porcentagem tão alta dedicada aos benefícios dos funcionários, as organizações estão vendo um maior escrutínio para determinar como esse dinheiro é gasto. Quase todas as equipes de RH e benefícios pesquisadas (88%) dizem ter visto uma maior participação nos lucros do C-suite. Esse é um grande passo à frente: para garantir a adesão, os líderes empresariais precisam adotar uma abordagem mais proativa em suas estratégias de ganhos.

No entanto, se quiserem maximizar seus benefícios e justificar seu ROI, precisarão da tecnologia certa para gerar uma oferta robusta que atenda às necessidades individuais dos funcionários. Muitas organizações estão fazendo exatamente isso: nossa pesquisa mostra que 50% dos orçamentos gerais de RH vão para tecnologia este ano. Mais de três quartos (76%) dizem que a pandemia influenciou seus investimentos em tecnologia com um forte foco em recompensas e benefícios, bem como saúde e bem-estar digital.

A necessidade de acesso rápido e fácil

Como os funcionários se sentem sobre seus pacotes de benefícios? Mais da metade (57%) afirma que isso os faz sentir um membro valioso da equipe, indicando que o investimento dos empregadores em benefícios está diretamente relacionado ao valor agregado para os funcionários.

Entretanto, nem todos os trabalhadores reconhecem o valor de seus benefícios. Com 33% dizendo que concordam ou concordam totalmente que não têm ideia de quanto valem seus benefícios, as organizações precisam fazer mais para educar seus funcionários sobre os benefícios oferecidos. A tecnologia é fundamental para proporcionar isso, permitindo que os funcionários visualizem e usem seus benefícios de qualquer lugar a qualquer momento.

Esse nível de flexibilidade era importante antes da pandemia, mas tornou-se obrigatório no ambiente de trabalho altamente distribuído de hoje. À medida que as organizações adotam políticas de trabalho híbridas, com algumas permitindo que seus funcionários trabalhem remotamente para sempre, os funcionários precisam ter a capacidade de acessar e usar seus benefícios de maneira rápida e fácil, não importa onde estejam trabalhando.

Apoie os melhores talentos com tecnologia de alto benefício

Os benefícios dos funcionários e a tecnologia de benefícios não estão mais à margem do RH – eles subiram na agenda corporativa e agora têm um lugar na mesa principal. O C-suite os está levando muito a sério, investindo em tecnologia para dar aos funcionários a melhor experiência possível.

Afinal, este é um investimento significativo – se os empregadores vão abrir suas carteiras para grandes programas de benefícios, eles querem saber que essa despesa vai agregar valor real aos seus funcionários e seus negócios.